segunda-feira, 19 de maio de 2014


A importância dos alongamentos musculares



As atividades de aquecimento são uma parte crucial de qualquer exercício ou treino esportivo. A importância de uma rotina de aquecimento estruturada não deve ser subestimada quando se trata de prevenção de lesões no esporte.
Alongamento estático

O alongamento estático é uma forma de alongamento muito segura e eficaz. Ainda que haja uma mínima ameaça de lesão, ele é extremamente benéfico para a flexibilidade geral. Durante essa parte do aquecimento, o alongamento estático deve incluir todos os principais grupos musculares, devendo durar de 5 a 10 minutos.
O alongamento estático é realizado colocando-se o corpo em uma posição em que o músculo ou o grupo muscular a ser alongado fique sob tensão. Tanto o grupo muscular oposto (os músculos atrás ou à frente do músculo alongado) quanto os músculos a serem alongados estão relaxados. Então, lenta e cautelosamente o corpo é movimentado para aumentar a tensão do músculo ou do grupo muscular a ser alongado. Após atingir esse ponto, a posição é mantida para permitir que os músculos e tendões sejam alongados.

Essa parte é extremamente importante para um aquecimento eficaz, na medida em que auxilia a alongar tanto os músculos como os tendões, o que por sua vez permite aos membros uma maior amplitude de movimento. Isso é muito importante na prevenção de lesões musculares e tendinosas.
É extremamente importante que esse elemento seja completado de forma adequada antes de se passar para o próximo tipo de alongamento. A conclusão apropriada desse alongamento permitirá agora atividades mais vigorosas, necessárias para o alongamento dinâmico.
Estudos recentes demonstram que o alongamento estático pode apresentar um efeito adverso na velocidade de contração muscular e, portanto, afetar o desempenho de atletas envolvidos em esportes que requerem níveis elevados de potência e velocidade. Por essa razão, os alongamentos estáticos são colocados no início da rotina de aquecimento e sempre seguidos por exercícios de alongamento dinâmico e específicos para o esporte.

Alongamento dinâmico

Um aquecimento correto deve ser finalizado com uma série de alongamentos dinâmicos. Contudo, essa forma de alongamento proporciona um risco elevado de lesão caso realizada incorretamente. O alongamento dinâmico é indicado tanto para o condicionamento muscular como para a flexibilidade, e é apropriado realmente apenas para atletas profissionais, bem treinados e com alto nível de condicionamento. O alongamento dinâmico deve somente ser utilizado depois que um nível elevado de flexibilidade geral esteja estabelecido.
O alongamento dinâmico envolve movimentos controlados, saltitantes ou de balanceio a fim de levar uma parte do corpo específica ao limite de sua amplitude de movimento. A força do salto ou do balanço é gradualmente aumentada, mas nunca deve se tornar radical ou descontrolada.

Durante essa última parte de um aquecimento eficaz, é importante que os alongamentos dinâmicos sejam específicos ao esporte do atleta. Essa é a parte final do aquecimento e deve ter como resultado atingir o pico físico e mental do atleta. É nesse ponto que ele estará mais preparado para as exigências do seu esporte ou atividade.
As informações acima formam a base de um aquecimento completo e eficaz. Entretanto, o processo descrito abrange um aquecimento ideal ou perfeito. Nem sempre isso é possível ou conveniente no mundo real. Contudo, cada atleta deve responsabilizar-se pela avaliação de seus próprios objetivos e ajustar seu aquecimento adequadamente.
Por exemplo, o tempo dedicado ao aquecimento deve estar relacionado ao nível de envolvimento do esporte específico do atleta. Para indivíduos que procuram apenas melhorar seu nível geral de saúde e condicionamento, um mínimo de 5 a 10 minutos deve ser o suficiente. Entretanto, caso seja envolvido em um esporte competitivo de nível elevado, o atleta precisará de um tempo adequado de dedicação e esforço para um aquecimento mais extenso e completo.