segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Dieta do carboidrato. 

Tendo em vista que o regime do carboidrato consiste na retirada da alimentação diária de carboidratos muitas pessoas se desesperam porque não poderão mais comer o famoso prato brasileiro, arroz com feijão, riquíssimo em carboidratos.Para quem anseia por emagrecer rapidamente é melhor esquecer as tentações e cortar por pelo menos sete dias qualquer carboidrato. Entretanto, para quem tem um tempo maior para perder peso e deseja seguir a dieta do carboidrato, dá para consiliar o arroz com feijão na hora do almoço sim.
Apenas na hora do almoço é liberado a ingestão de arroz e feijão, sendo proibido na janta, mas no decorrer do dia é importante que se tenha uma dieta rica em proteínas e cortar de vez o carboidrato. Ficar longe de massas, pães, biscoito e doces. Mesmo para quem fará uma dieta menos radical é necessário a procura por uma ajuda médica e ou nutricional, dessa forma o regime se torna mais seguro e eficaz.
A pessoa pode ingerir a quantidade que quizer de qualquer alimento que não tenha carboidrato, como por exemplo:
Abobrinha verde- Alface – Aspargos – Azeitona- Bacalhau – Bacon -Margarina- Manteiga- Presunto- Nabo- Geléia diet Berinjela – Brócolis – Café – Camarão – Caranguejo – Caviar – Cebola como tempero – Cenoura – Chá(qualquer chá)- Chicória – Mexilhões – Pimenta- Omele- Lagosta- Gin- Coca light- Limão- Chuchu – Queijos (apenas os industrializados) – Quiabo – Rabanete – Repolho – Sal – Trident- Peixes – Carnes de boi, frango ou porco etc..
A dieta depende mais de quem a segue do que a receita em si, isso porque não adianta se ter uma dieta milagrosa em mãos se a pessoa não tem disciplina e nem horários. Consciliar exercícios físicos e ingestão de bastante água são passos necessários para um emagrecimento mais saudável e mais duradouro.

A dieta do carboidrato e suas consequências

Corpo Perfeito Direct
Como com qualquer regime radical demais, é preciso se ter bastante atenção. Nada que seja seguido sem uma orientação médica é muito confiável. Vários regimes podem trazer consequências danosas e penosas se não seguidos corretamente. Um exemplo é a dieta do carboidrato, a qual deve ser seguida por apenas quinze dias, quem ultrapasse essa faixa já corre um certo perigo de falta de nutrientes no corpo, sem contar o exagero na liberação de corpo cetônicos.
Muitas pessoas garantem que a dieta deve ser seguida por 30 dias, mas nesse caso não é bom o corte total dos carboidratos, pelo menos o arroz com feijão não podem faltar no prato do almoço. Quem já ingere normalmente menos carboidratos ao longo do dia já sente uma drástica redução de peso, isso porque o corpo com a falta de sua principal fonte de energia começa a quebrar lipídeos, que estão armazenados na forma de gorduras, e dessa maneira a pessoa pode emagrecer bastante.
As consequências para quem segue corretamente o regime, com uma orientação profissional, são realmente positivas, a perda de peso vem rápido, e logo após com uma reeducação alimentar dá para manter o corpo no peso ideal tranquilamente. Já para quem exagera no regime, ou não possui uma orientação médica e ou nutricional, as consequências podem ser desastrosas, como perder muito peso em uma semana, e ganhar muito na outra, ou ainda ficar com um forte odor de toxinas devido à liberação exagerada dos corpos cetônicos.
Ingerir muita água ajuda o corpo a liberar toxinas, e uma reeducação alimentar contribui para que a perda de peso seja mantida de maneira saudável e eficiente.