domingo, 10 de novembro de 2013


Treine menos, cresça mais!


treine

Olá gafanhotos e gafanhotas, há tempos não atualizo meus artigos devido ao meu trabalho, porém, a gratidão que cultivo por este site e seus leitores leva – me a mais uma vez auxiliar mesmo que minimamente com um pouco do que sei sobre tais temas.
O que quero dizer com a frase do título? Bom, vamos explanar sobre o senso comum: É natural em qualquer esporte pensarmos e agirmos no óbvio, ou seja, quanto mais treinamos melhor nos tornamos na prática do mesmo. E sim, você está certo em pensar assim, afinal, a prática leva a perfeição.
Porém quando se trata de musculação, entramos em um universo totalmente particular, até por que a mesma foge e não pode se denominar como esporte, chamo de estilo de vida ou “bodybuilder lifestyle” para os mais viciados.
Mas como assim Douglas? Arnold Schwarzenegger treinava por 2 horas todos os dias de manhã e de tarde. Ok, porém trato aqui da vida humana, falo de mortais. Você treinar como o Pelé não fará você jogar como ele, da mesma forma fazer exatamente o mesmo que o grande mestre Arnold, não lhe transformará em Conan, o grande.
Afinal, musculação, diferente do também senso comum, não é ANABÓLICA, mas catabólica. O anabolismo ou construção muscular será iniciado após seu treinamento com o apropriado descanso e nutrição para o seu corpo, durante seu treinamento você estará rompendo suas fibras musculares e esse deve ser o seu objetivo, construção é para o PÓS.
Senhores, apenas uma frase lhes dará o discernimento para seguir o caminho da felicidade da hipertrofia suprema, todo o resto é derivado desta frase:

PASSE NA ACADEMIA APENAS O TEMPO NECESSÁRIO PARA DAR O MAIOR ESTÍMULO POSSÍVEL, SE VOCÊ EXCEDER EM QUAISQUER ASPECTOS VOCÊ ESTARÁ PREJUDICANDO SEU CAMINHO, E NÃO OTIMIZANDO.

Como assim???

Divida seu treino para dar um único estimulo semanal para cada grande musculatura. Agora aparecerão as meninas: “aaaaaaaaai, então eu vou treinar pernas apenas uma vez na semana, e no restoooooooo?”
Não gafanhota, você irá treinar seus quadríceps uma vez na semana, seus posteriores uma vez na semana, seus glúteos uma vez na semana, e não necessariamente no mesmo dia, você pode e deve distribuir em dois ou três treinamentos cada uma dessas regiões para focar o máximo possível em cada uma delas.
Treinamento pesado é sinônimo de treinamento intenso, de nada adianta usar as maiores cargas, a melhor execução, os melhores suplementos e descansar três minutos a cada série de exercício. Descanse o mínimo possível para realizar a próxima série, você não precisa estar totalmente recuperado para executa – lá, você precisa sim destruir seu corpo em cada segundo dentro do templo da dor.
Dê o devido descanso ao seu corpo, treinar de domingo a domingo não é e nunca será a melhor forma de se conseguir resultados, como dito anteriormente, resultados aparecem no descanso, ou, no período de recuperação muscular.
De forma nenhuma estou desmerecendo a conhecidíssima frase do grande Jay Cutler, onde ele afirma “Prefira sempre errar para mais, nunca para menos”.
Levo isso como lição para a vida, porém nesse aspecto específico o conhecimento lhe dará mais resultado que o simples esforço.

Então resumindo senhores:
  • Menos intervalos entre séries e exercícios;
  • Não exagere fazendo centenas de exercícios para mesma musculatura;
  • Não treine o mesmo músculo várias vezes durante a semana;
  • Não treine vários músculos no mesmo dia.

Tudo isso fará com que você passe menos tempo na academia, o resultado de um treino intenso lhes passo a seguir com uma frase que postei em meu facebook há alguns dias:
“Você sai do seu treinamento com as pernas bambas, é quase impossível caminhar sobre superfícies instáveis, externamente a intensidade concretiza – se em suor escorrendo sobre todo centímetro cúbico de seu corpo, internamente uma sensação de enjoo, no banho lavar os cabelos torna – se um desafio quando seus bíceps se contraem involuntariamente e encurtam cãibras. Há algo errado com você? Não mais, agora você sabe o que é treinar pesado”.