segunda-feira, 18 de novembro de 2013


Descubra a melhor proteína

Os diferentes tipos de proteínas na nossa dieta
A proteína é um dos nutrientes mais importantes para o nosso corpo, e por isso os seres humanos buscam cada vez mais fontes da substância. Mas muitas vezes as diferentes fontes naturais e suplementares podem confundir quem quer ganhar massa muscular.
Variedade
As proteínas são essenciais para todos aqueles que praticam exercícios regularmente, e são mais importantes ainda para quem deseja ganhar massa muscular com o treino. Essas pessoas não podem descuidar do consumo desse nutriente, e saber as fontes mais indicadas de cada tipo de proteína é a informação ideal. A maioria das pessoas conhecem as fontes básicas de proteínas, como leite e carne vermelha, mas há muitas outras fontes interessantes e muitas delas bem menos calóricas, o que pode ser o diferencial para quem está ainda um pouco acima do peso.
whey-proteinO whey protein é o xodó de quem treina nos últimos tempos. Ela é a proteína isolada do leite, na sua forma mais pura e de valor biológico mais alto (sendo que valor biológico é a facilidade e compatibilidade da proteína na absorção pelo organismo). A whey protein é a mais indicada para quem quer ganhar massa muscular, mas uma boa pesquisa é necessária antes do início da suplementação. A caseína é uma proteína de absorção mais lenta, e á indicada para a ingestão pouco antes de dormir, para aqueles que praticam musculação. Ela é assimilada pelo organismo aos poucos, e por isso não é indicada para ingestão pós-treino. O leite é composto por essas duas proteínas, mas a proporção é de 80% de caseína e 20% de whey, sendo que a absorção das proteínas do leite de forma geral é lenta.
A proteína contida no ovo é chamada de albumina, e mesmo com o whey estando em alta ela é uma das mais indicadas. Tem uma rápida absorção e um dos valores biológicos mais altos entre os alimentos, por isso o ovo (completo, com gema e clara) é um dos alimentos mais recomendados para esportistas. A exceção fica apenas para o ovo frito, que é altamente calórico. A proteína da soja tem uma absorção que podemos denominar média, nem muito lenta nem muito rápida, mas possui a vantagem de vir acompanhada de óxido nítrico, e de aumentar a recuperação dos músculos entre velocidade e eficiência. Ela é altamente recomendada e pode ser uma excelente opção para os que preferem não consumir carne vermelha.