quarta-feira, 12 de março de 2014


SUPLEMENTO NÃO É ANABOLIZANTE!

 Erros de conceitos e erros de informação, como achar que carboidrato faz mal, achar que carboidrato é gordura e, principalmente, confundir duas coisas que se contrapõem: SUPLEMENTO COM ANABOLIZANTE.
Como os conceitos entre estes dois últimos estão perdidos, quero esclarecer alguns pontos.
O que são os suplementos?
Suplementos alimentares são substâncias produzidas quimicamente, compostas por carboidratos (maltose/dextrose), vitaminas, minerais, proteínas (por exemplo Whey Protein), aminoácidos (BCAA´s e glutamina), eletrólitos (bebidas isotônicas) e atuam como complemento de uma alimentação saudável, rica e variada.
Consumidos por praticantes de atividade física e atletas, podem contribuir com o desempenho destes durante as provas/treinos e, também, auxiliar na recuperação nutricional no pós-treino.
O plano de suplementação pode conter: repositores energéticos e hidroeletrolíticos, restauradores, construtores, termogênicos, antioxidantes. Assim, respectivamente, o consumidor repõe energia, hidrata, restaura as lesões musculares, desenvolve massa muscular, ativa o metabolismo de gordura (otimizar a perda de peso) e previne o envelhecimento precoce.
Cada um será consumido em horário definido (antes, durante e/ou depois do treino) para melhor absorção, aproveitamento e alcance do objetivo. Eles podem ser encontrados em lojas especializadas e em diversas formas de apresentação: gel, spray, cápsulas, pastilhas, shakes.
O que são anabolizantes?
Os anabolizantes são hormônios esteróides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a sua divisão, resultando no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo. São substâncias geralmente derivadas do hormônio sexual masculino, a testosterona, e podem ser administradas principalmente por via oral ou injetável.
Os esteróides anabólicos não são permitidos pela ANVISA para a prática esportiva e melhora da hipertrofia. Além do mais, possuem diversos efeitos colaterais.
O que você precisa saber sobre os analolizantes.
A crescente utilização das drogas anabolizantes contribuiu, também, para uma má compreensão do aumento de volume muscular induzido por exercícios. Atualmente não existem dúvidas de que essas drogas favorecem a hipertrofia muscular, e talvez outros processos ainda pouco conhecidos como a hiperplasia, que vem a ser o aumento do número de fibras musculares.
No entanto, muitos acham que o aumento de volume muscular não pode ocorrer sem o uso de drogas anabolizantes, o que não é correto. Com esta concepção, quando alguém aumenta rapidamente o volume muscular, o efeito é atribuido às drogas, e quando alguém aumenta pouco, a explicação dada é a ausência das mesmas.
O alto nível de massa muscular dos campeões de musculação muitas vezes é atribuído ao uso de drogas, sem a lembrança dos fatores genéticos e da dedicação do atleta ao treinamento e à alimentação. Na realidade, as drogas não fazem campeões. Caso o fizessem, as academias estariam cheias de campeões. Muitas pessoas aumentam muito a massa muscular sem o uso de drogas, e algumas, felizmente poucas, têm tanta dificuldade que seus resultados são medíocres mesmo com a utilização dessas substâncias.
O treinamento correto, com alimentação e descanso adequados, darão excelentes resultados para a maioria das pessoas. Quando alguém não reagir bem com esses estímulos naturais, dificilmente terá resultados muito diferentes com drogas. Muitos veteranos da musculação ficam desconcertados quando alguém pergunta o que ele “tomou” para ter o físico que apresenta.
A maioria das pessoas que têm na musculação uma filosofia de vida, encaram a atividade como uma forma de auto-conhecimento, e sentem-se estimulados pelo desafio de tentar superar seus próprios limites com os recursos que a natureza lhes deu. Para muitos, o prazer está em tentar ter 50 centímetros na circunferência dos braços, não em consegui-los a qualquer preço.
Por que o suplemento foi tão condenado?
O suplemento foi muito condenado em grande parte por conta dos dizeres dos produtos, que prometiam “emagrecer”, “hipertrofiar”, “melhorar desempenho”, enfim, o que não é real. Eles são suplementos ESPORTIVOS, que só tem eficácia quando combinado ao exercício e ele não faz efeito SOZINHO. Assim, seria fácil não?!